Elisabeth Moss, de The Handmaid’s Tale na Cientologia

Protagonista da aclamada série The Handmaid’s Tale, que retrata um futuro distópico de um governo totalitário religioso, Elisabeth Moss é frequentemente questionada em entrevistas sobre a sua religião, a Cientologia.

Foto da atriz Elisabeth Moss
Foto: NBCUniversal/Ruven Afanador

O que a Cientologia?

A Cientologia foi criada em 1952 por L. Ron Hubbard, um autor de ficção científica e fantasia. Ele escreveu um livro chamado “Dianética: a ciência moderna da saúde mental” que foi um sucesso de vendas e a partir de então criou um conjunto de crenças e práticas que descrevem a Cientologia. Hubbard criou uma narrativa sobre a origem da humanidade e um método de cura psicológica e espiritual chamado Auditoria.

Desde então, a igreja da Cientologia está envolta em polêmicas, entre abusos psicológicos e financeiros, a igreja já foi até condenada por fraude e formação de quadrilha na França.

O documentário, de 2015, Going Clear: Scientology & the Prison of Belief, de Alex Gibney descreve a criação da Cientologia e traz relatos de abusos sofridos por ex-membros da igreja.

Artistas na Cientologia

Hubbard previu que as celebridades teriam um papel fundamental a desempenhar na divulgação da Cientologia, tanto que em 1955 lançou o Projeto Celebridade, que consistia na criação de uma lista com nomes de 63 pessoas famosas que ele queria converter em fieis para espalhar a palavra de sua igreja.

E aparentemente esta teoria estava certa, as celebridades trouxeram bastante fama para a Cientologia. O que te vem à mente quando se fala na religião? São grandes as chances de se pensar em Tom Cruise.

Elisabet Moss ser cientologista é hipocrisia?

Elisabeth Moss cresceu na igreja da Cientologia, fé de seus pais, Linda e Ron Moss. Seu papel em The Handmaid’s Tale é de uma mulher que sofre as consequências do regime patriarcal e teocrático de Gilead. Críticos à sua religião apontam então uma incoerência em a atriz ser membra de uma congregação denunciada por diversos tipos de perseguições e abusos, bem como manipulação de seus fieis, enquanto atua em um série que aborda o abuso de poder religioso.

Em 2017, em uma postagem no Instagram, uma seguidora questionou Elisabeth Moss sobre seu posicionamento em The Handmaid’s Tale, já que, segundo a fã, tanto Gilead quando a Cientologia impedem as pessoas de lerem “fontes externas”, como as notícias. Moss respondeu ao comentário dizendo que isso não é bem verdade sobre a Cientologia. “Liberdade religiosa e tolerância e compreensão da verdade e direitos iguais para todas as raças, religiões e credos são extremamente importantes para mim. As coisas mais importantes para mim, provavelmente. E então Gilead e THT me atingiram em um nível muito pessoal. Obrigada pela pergunta interessante!”, acrescentou.

Esta foi uma das raras defesas em público que a atriz fez à Cientologia. Moss costuma defender a liberdade religiosa e suas respostam terminam por aí. Em outra ocasião, ela disse que não costuma se falar sobre as suas crenças em entrevistas, mas, sim, se expressar através do seu trabalho.

‘The Handmaid’s Tale’ se alinha tão perfeitamente com minhas próprias crenças em liberdade de expressão, liberdade de religião e as coisas nas quais este país foi realmente construído.”

disse Elisabeth Moss em entrevista ao The Daily Beast

Munido dessas informações, você mesmo pode decidir se considera Elisabeth Moss hipócrita por ser cientologista enquanto interpreta June Osborne em The Handmaid’s Tale.

Mais informações e nossa opinião pessoal estão no vídeo do YouTube:

Inscreva-se! tem vídeo quinzenal sobre Handmaid’s

Mais fontes de pesquisa aqui: https://linklist.bio/referenciascientologia

Gostou? Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *