Casa da Martha #3: Maternidade em Gilead

A maternidade é uma das questões centrais em The Handmaid’s Tale, afinal, a baixa natalidade gerou uma crise que culmina na escravização das mulheres férteis, transformadas em Aias. Mas a questão da maternidade não fica restrita às criadas. Neste Casa da Martha, discutimos sobre os modelos de maternidade que assistimos na série.

Ouça o Casa da Martha no Spotify | iTunes | Deezer

Gostou da conversa? Compartilhe e nos ajude a chegar a mais pessoas!

Para as Esposas também existe um propósito muito bem definido e ter um filho em Gilead é o ápice da realização social das famílias poderosas. Naquela sociedade, o patriarcado foi levado ao extremo: as mulheres perderam todos os seus direitos e existem para servirem aos homens, inclusive como reprodutoras para manter a continuidade da espécie.

Agora eu estou acordada para o mundo. Eu estava dormindo antes. Foi assim que deixamos acontecer. Quando aniquilaram o Congresso, não acordamos. Quando culparam terroristas e suspenderam a Constituição, também não acordamos. Disseram que seria temporário. Nada muda instantaneamente. Você seria fervido numa banheira de aquecimento gradual antes que percebesse.

June Osborne

Como o papel das mulheres em Gilead nos ajuda a pensar a vivência feminina da realidade? A história de The Handmaid’s Tale pode e deve ser encarada como uma crítica à realidade e uma lupa sob as questões de gênero que vivemos na pele.

Quando se trata da maternidade, as cobranças e romantização que enxergamos na vida real também estão presentes na narrativa da série distópica.

O conto das Aias nos incentiva a lutar pelos direitos das mulheres, contra os retrocessos e para criar uma realidade mais justa para todas.

A gestora ambiental Nanda Marra conversou com a gente trazendo o seu olhar da maternidade que contribui para assistir The Handmaid’s Tale com identificação e ainda mais empatia.

APROVEITE O MIXIDO

Inscreva-se no canal e acompanhe também nossos vídeos no YouTube sobre The Handmaid’s Tale

Recap e análise da série The Handmaid’s Tale

Quer conversar ainda mais? Participe do grupo de discussão no Facebook sobre The Handmaid’s Tale

LEITURA COMPLEMENTAR

The Handmaid’s Tale mostra a exploração da maternidade de aluguel como ficção, mas ela acontece no nosso mundo hoje

The Handmaid’s Tale – 2ª temporada: maternidade, violência e a consolidação da distopia de Atwood

O Conto da Aia e como a maternidade é uma grande questão de gênero

Gostou? Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *